728 x 90
Tempo de Leitura: 2 minutos

Apenas mais um hater

Apenas mais um hater

Como entender os haters? Ou seria apenas mais um hater?   Confesso que não sei lidar muito bem com os haters. Só explicando para quem não se familiariza com o termo: Haters são aquelas pessoas que tem a frustração enraizada por nada criar e se veem na necessidade de destruir/denegrir aquilo que eles não conseguem

Tempo de Leitura: 2 minutos

Como entender os haters?

Ou seria apenas mais um hater?

 

Confesso que não sei lidar muito bem com os haters.

Só explicando para quem não se familiariza com o termo:

Haters são aquelas pessoas que tem a frustração enraizada por nada criar e se veem na necessidade de destruir/denegrir aquilo que eles não conseguem fazer ou mesmo compreender.

Aqueles que escondem suas insatisfações o mais profundo que podem a ponto de nem mesmo eles perceberem que estes desapontamentos estão ali, dentro de si próprio.

São os que destilam seu ódio gratuito, seus preconceitos e sua necessidade de autoafirmação através de grosserias, comentários ofensivos e usualmente se escondem em perfis falsos em redes sociais e principalmente em sites de notícias.

 

É algo que ainda preciso aprender.

Uns defendem que a melhor resposta seria o ódio pelo ódio.

Lei do retorno pura e simples ou a lei de talião.

Eu sinceramente não sei, mas percebo que esta linha de ação apenas alimenta ainda mais o produtor deste ódio gratuito.

Entendo também que é difícil aguentar calado alguém desmerecer o fruto do seu trabalho ou mesmo um ponto de vista de maneira destrutiva.

 

Mas alimentar este ódio gratuito me diferencia em que deste mesmo sujeito?

Talvez por isso ainda prefira o silêncio ou a ironia.

Nunca os dois ao mesmo tempo, pois pessoas assim não merecem tanto.

Mas até quando os que agem como eu ajo vão ficar calados?

E quando revidarmos? 

 

Ser pedra ou ser vidraça?

Acredito ser muito mais confortável ser pedra e certamente por isso tenhamos tantos “senhores da razão”.

Todos eles espalhados e aumentados em grande número pelas mídias sociais.

Neste aspecto as mídias sociais viraram megafones da ignorância e do fracasso pessoal e provavelmente por falarmos demais mesmo sem ter muito a dizer.

E que em muitos momentos nem tenhamos percebido porque olhamos mais para o outro ao invés de nos observarmos.

Um psicólogo ajudaria.

 

Foto por Dreamstime.

Gostou? Comente!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

Sugestões de Leitura

Espaço Publicitário

Anuncie sua empresa conosco

Vale a Leitura!

  • Anuncie Aqui

    Anuncie sua Empresa Aqui