728 x 90
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A próxima Charlottesville

 Charlottesville talvez seja apenas uma cidade com pouco mais de 45.000 habitantes que foi palco de repugnantes movimentos de extremistas racistas brancos nos EUA   Talvez tudo isso nos pareça distante, não apenas geograficamente, a ponto de acharmos aquela realidade também distante. Talvez você não ache nada demais que um grupo discurse e pratique ódio

Tempo de Leitura: < 1 minuto

 Charlottesville talvez seja apenas uma cidade com pouco mais de 45.000 habitantes que foi palco de repugnantes movimentos de extremistas racistas brancos nos EUA

 

Talvez tudo isso nos pareça distante, não apenas geograficamente, a ponto de acharmos aquela realidade também distante.

Talvez você não ache nada demais que um grupo discurse e pratique ódio contra outros grupos.

Talvez você não ache nada demais o presidente deste mesmo país defender este mesmo movimento, mesmo que disfarçadamente.

Talvez você não ache nada demais ainda estarmos discutindo sobre racismo em plano século XXI (não parece que estamos regredindo?).

Talvez você ache irrisório que isso tudo tenha começado por causa de uma simples estátua.

Talvez e só talvez, você por não ser negro, judeu ou estrangeiro ligue um enorme “foda-se” para tudo isso.

Talvez você não queira se meter afinal “nada disso acontece aqui, não é?”.

Agora sem nenhum “talvez”, toda vez que nos silenciamos deixamos pessoas como essas propagar seu ódio e angariar mais mentes vazias e sem perspectivas como a dele.

E aqui? Aqui também temos tudo isso.

Racistas disfarçados de cidadãos de bem, ignorantes políticos que se escondem no voto, o silêncio constrangedor dos que não achem que valha pena defender a diversidade, o respeito por todos sem distinção alguma, que tenhamos espaço suficiente para todos e que todos somos iguais.

E nesse ritmo só nos falta um presidente de retórica desagregadora.

Portanto não se cale porque a próxima Charlottesville pode ser a sua própria cidade ou pior, seu grupo (caso você prefira se juntar a algum) pode ser o próximo a ser segregado.

E aí pode ser tarde.

 


Comente!
2 comentários
Fabio Pires
ADMINISTRATOR
Perfil

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

2 Comentários

  • Vanessa
    30 de agosto de 2017, 07:53

    Seu texto representa exatamente o que penso. Evoluímos muito vagarosamente. Em alguns assuntos, praticamente nada…

    REPLY

Sugestões de Leitura

Vale a Leitura!

Mais Comentados