728 x 90
Tempo de Leitura: 2 minutos

Até quando não avistaremos luz alguma?

Até quando não avistaremos luz alguma?

  Sempre fomos assim? E até quando seremos quem somos? Até quando vamos enxergar o errado como certo? Mesmo que muitas vezes se confundam? Até quando vamos ser comandados por quadrilhas? E seguir bovinamente as mesmas quadrilhas? Até quando vamos brigar uns com os outros por estas mesmas quadrilhas? Além de não entendermos que estes são

Tempo de Leitura: 2 minutos

 

Sempre fomos assim?
E até quando seremos quem somos?

Até quando vamos enxergar o errado como certo?
Mesmo que muitas vezes se confundam?

Até quando vamos ser comandados por quadrilhas?
E seguir bovinamente as mesmas quadrilhas?

Até quando vamos brigar uns com os outros por estas mesmas quadrilhas?
Além de não entendermos que estes são nossos maiores inimigos?

Até quando a vida não terá valor algum?
Apesar de egoisticamente defenderemos apenas a nossa?

Até quando vamos viver pulando de luto em luto?
E assim provavelmente nos repetir eternamente?

Até quando o final de Tropa de Elite 2 ficará na prateleira como ficção?
E como resultado fingindo viver em alguma realidade?

Até quando a falta de respostas vai me desanimar?
Sendo que as perguntas nem sempre me direcionam a algum ânimo.

Até quando vamos regredir?
Ou talvez continuar vivendo em looping?

Até quando viveremos em cárcere?
E nem mesmo nos damos conta.

Até quando o medo ficará sentado no banco do carona?
Sendo que o levo para passear aos domingos.

Até quando me sentirei sem esperança alguma?
E nem mesmo achar esta palavra no dicionário.

Até quando não vamos nos perceber como peças desse xadrez?
E finalmente me achar numa módica partida de damas.

Até quando enxergarei apenas o embarque do aeroporto como saída?
E daí enxergar um único escapismo dentre tantos.

Até quando acharemos sempre solução em falsos messias?
E como eles se multiplicam.

Até quando continuaremos a julgar quem não conhecemos?
Como se fôssemos ilibados a ponto de julgarmos alguém.

Até quando continuaremos a julgar realidades que não são as nossas?
E nos achar donos de todas as verdades.

Até quando os raciocínios vão se apequenar?
E mesmo assim nos acharmos enormes.

Até quando vamos velar tantos mortos à bala?
Balas perdidas, achadas e sem endereço algum.

Até quando o sentido real das palavras vai ser deturpado?
Deturpado de acordo com nosso interesse.

Até quando vamos enxergar normalidade na misoginia e no preconceito?
Mesmo que defendido por estes mesmos messias.

Até quando vamos destilar ódio pelo ódio?
E nos escondermos na bíblia para justificar.

Até quando não avistaremos luz alguma no fim do túnel?
Tanto quanto ignoramos o fundo de uma marmita vazia.


Nos siga também no Facebook e no Instagram!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Sugestões de Leitura

Vale a Leitura!

Descomplica pós