728 x 90
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Bandeira é NOSSA

A Bandeira é NOSSA

Há alguns anos, um erro tem sido cometido sem que ninguém atente para ele. Um erro hediondo, absurdo, sem fundamentação, consequência de uma inversão de valores. Ou uma terrível metonímia moral. Calma, leitor.  Explicarei o erro e a metonímia moral:  O erro tem sido o de associar a bandeira da República Federativa do Brasil à

Tempo de Leitura: 2 minutos

Há alguns anos, um erro tem sido cometido sem que ninguém atente para ele.
Um erro hediondo, absurdo, sem fundamentação, consequência de uma inversão de valores.
Ou uma terrível metonímia moral.


Calma, leitor.  Explicarei o erro e a metonímia moral: 

O erro tem sido o de associar a bandeira da República Federativa do Brasil à figura do governo vigente, que esbanja autoritarismo e ofende a Constituição Federal com ações e palavras dia sim, dia não. 
A metonímia moral é a causa deste erro: Em vez de valorizarem o Brasil e toda sua propriedade intelectual, artística, seu povo e seus recursos naturais, alguns cidadãos decidiram enaltecer a figura de Bolsonaro. 
Sim, o Presidente que gastou milhões em leite condensado, protegeu Queiroz, nunca explicou o dinheiro indevido na conta da própria, chamou a COVID de “gripezinha” e não comprou vacina. 

E olha que eu estou sendo legal;
Não falei nem dois por cento dos absurdos que ele já fez e disse, desde que lhe deram a faixa presidencial. 

Eu sei que parece chocante, mas eu preciso, mais uma vez, trazer o óbvio à baila: 
A bandeira do Brasil pertence ao Brasileiro.

É uma ofensa REAL que um dos símbolos que nos liga à pátria seja ligada a lideranças religiosas fundamentalistas, homofobia, machismo, suspeita de associação com MILÍCIAS, suspeita de lavagem de dinheiro e NEGACIONISMO diante da pior crise que este país já viveu. 

A bandeira do Brasil carrega hoje, muito tristemente, o rastro de todas as mortes por COVID, que poderiam ter sido evitadas por meio de vacinação. 


Preciso lembrar que Jair Messias Bolsonaro negou ONZE ofertas de compra de vacina?
Por que, então, estamos deixando que ele e seus seguidores fanáticos se apossem de um símbolo que é NOSSO?

A bandeira do Brasil NÃO pertence a milicianos.
A bandeira do Brasil NÃO pertence à ala ruralista, tampouco à Bancada da Bala. 
A Bandeira do Brasil NÃO pertence à direita, à esquerda ou ao centro. 
A bandeira do Brasil pertence a cada Brasileiro que preza pela democracia;
Pertence a cada brasileiro que respeita o Estado Democrático de Direito, que acredita no Brasil e luta pela educação, saúde e segurança.

Então, caro bolsonarista, SINTO INFORMAR: Esta bandeira é nossa.
Chega de usar bandeiras da CUT, PT, PSDB ou seja lá o que for. 
Nossa briga contra o Bolsonaro simboliza a defesa ao Brasil. 

Não é bandeira do Bolsonaro.
Não é da milícia.
Não é da nação evangélica (parem de misturar religião e política).
Não é de quem defende ditadura.

Aliás, se você é a favor da ditadura, melhor seria que usasse uma bandeira Ustase ou Integralista.
Ou uma bandeira com uma suástica.

Essa bandeira É NOSSA.
Favor devolver. Ou tomaremos na marra.


Nos siga também no Facebook e no Instagram!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Sugestões de Leitura

Vale a Leitura!

Descomplica pós