728 x 90
Tempo de Leitura: 2 minutos



Postagens do Autor

  • O sujeito no meio das pernas!

    O sujeito no meio das pernas!

    Tenho andado meio desanimado. Olho em volta e sem empolgação alguma ainda tento conjecturar. Sei perfeitamente que antever o futuro nunca foi meu forte. Ainda assim eu observo as muitas opções e as analiso friamente e como consequência me desanimo mais ainda. Até tento com boa vontade abolir algumas condições. Apesar de postergar por mais

    LEIA MAIS
  • Reunião de condomínio é aquele momento

    Reunião de condomínio é aquele momento

    Música sugerida para leitura: Second Come – Run Run.   Quem nunca fugiu de reunião de condomínio? Só quem mora ou já morou em apartamento sabe do que se trata. Cheguei de mansinho, no meio de alguma discussão que parecia antiga e tentei delicadamente não arrastar a cadeira enferrujada de uma marca de cerveja que

    LEIA MAIS
  • Exatamente como seu velho pai

    Exatamente como seu velho pai

      Acordou preguiçosamente em mais um domingo sem sol e sem sentido. Calçou os chinelos já gastos e com muita quilometragem, relou a remela no canto do olho esquerdo e soltou um bocejo de quase arrependimento por ter acordado tão cedo no único dia de folga. Avistou no minúsculo espelho do banheiro que a cara

    LEIA MAIS
  • Desacelere! Aproveite a chance!

    Desacelere! Aproveite a chance!

    Sugestão de música para esta leitura: Emiliana Torrini – Birds.   Em tempos de pandemia e isolamento social vale a reflexão. Desacelere! Reduza a velocidade e aproveite a chance!Pise no freio, respire, medite e tente sentir como o tempo continua sendo o mesmo, só que agora você pode percebê-lo.Leia, estude, crie. Em outras palavras, faça

    LEIA MAIS
  • Aprendi tanto em tão pouco tempo

    Aprendi tanto em tão pouco tempo

      Nunca havia empacado tanto para começar, ordenar e tomar coragem suficiente para completar um texto. Pois bem agora foi.   Aprendi a rir de tristeza e a chorar de felicidade. Aprendi a ter orgulho de mim e não a ser orgulhoso. Aprendi a esperar por mais que ainda deteste este exercício de perseverança. Aprendi

    LEIA MAIS
  • Meu Dilema das Redes

    Meu Dilema das Redes

      Meu Dilema das Redes pode ser meu. Pode ser seu, dos seus filhos ou de qualquer um. Basta você se observar um pouco e largar um pouco o celular. Cacete. Meus dedos estão doendo. Deve ser de tanto que mexo nesse celular. Ou não. Preciso de um maior. Ou, quem sabe, parar de mexer

    LEIA MAIS