O horizonte, relógio e a pressa

O horizonte, relógio e a pressa

O horizonte e o relógio me mostram que estou sempre longe e sempre atrasado, Todo dia e em todo lugar.   Sim, eu tenho pressa. Meu tempo urge e depois dos 40 ele parece se mover mais rápido que o habitual e parece fazer questão de enfatizar que estou na segunda metade do meu tempo aqui….

E me percebo fingindo ser adulto

E me percebo fingindo ser adulto

Como definir esta passagem?  Quando você se percebeu adulto?   Afinal o que é ser adulto? É repetir exaustivamente que “na minha época era tudo melhor”? Seria viver exclusivamente desse saudosismo vazio e frio? Passei a ser adulto quando passei a calar meus sonhos até virarem tolices infantis? Ou quando soltei a criança que havia…

Algum dia poderei ser eu mesmo

Algum dia poderei ser eu mesmo?

Algum dia poderei ser eu mesmo? E exibir em textos absolutamente aquilo que sair? Sem me preocupar com o julgamento de outros?   Algumas vezes fui abordado com estas perguntas abaixo (e muitas outras tipo “Mas isso dá dinheiro?“), em outras vezes me foi tentado desanimar visto que há muita competitividade (como em qualquer ramo)….

Feliz em um mar de livros

Feliz em um mar de livros

Minha infância e adolescência foi passada em um pequeno mar de livros. Me lembro com exatidão dos meus sete ou oito anos em que buscava o que ler na casa de meus pais   E eu não me importava se era o jornal de domingo inteiro (inclusive os classificados!), alguma revista de fofocas perdida na…

Errar é fundamental!

Errar é fundamental!

Por vezes penso em pequenos fragmentos sem conseguir desenvolver uma única ideia. Afinal são tantas percepções que pousam em velocidade frenética que só eu consigo ver algo que as ligue. Talvez assim consiga me fazer entender. Ou não   São tantas as vidas que não quero viver, mas que as enxergo diariamente por onde passo…

Memórias de mais um Dia das crianças

Memórias de mais um Dia das crianças

É o dia das crianças. E daí consegui reunir algumas lembranças da minha infância   Antes de montar este texto estava me lembrando de que nas férias eu passava praticamente o dia inteiro na rua. Brincando de pique. Comendo frutas do pé. Jogando bola. Tocando campainha dos vizinhos e correndo. Bolinha de gude. Corrida de chapinhas….

O meu melhor sorriso

O meu melhor sorriso

O meu melhor sorriso, aquele mais verdadeiro é o que emito ao fazer aquilo que amo. E não maioria das vezes nem mesmo percebo   Para quem não me conhece eu sou este cara risonho da foto e junto lhes apresento o meu melhor sorriso. Ah! E além de escrever neste espaço eu também sou baixista de…

A negligenciada luz no caos – Parte Final

A negligenciada luz no caos – Parte Final

Esta é a parte final de uma história real e que com certeza acontece em toda parte. Talvez com mais detalhes que eu tenha conseguido agregar ou com mais ficção que mereça. Em todas elas com A negligenciada luz no caos que dificilmente enxergamos   Novo, prateado e bem distante dele. Distante em todos os sentidos….

A negligenciada luz no caos – Parte 3

A negligenciada luz no caos – Parte 3

Esta é a terceira parte de uma história real e que com certeza acontece em toda parte. Talvez com mais detalhes que eu tenha conseguido agregar ou com mais ficção que mereça. Em todas elas com A negligenciada luz no caos que dificilmente enxergamos   Partida dada e o ronco preguiçoso de seu carro cortava o…

123