728 x 90
Tempo de leitura: 2 minutos



  • De boca fechada

    De boca fechada0

    Quieto e de boca fechada Eu desejava apenas almoçar sozinho naquele dia Naquele dia decidi me sentar sozinho com a intenção de não chamar atenção alguma, tanto que nem o barulho de cadeira arrastando eu produzi.  Em dias assim prefiro comer sozinho e ouvir o silêncio que emito dos meus pensamentos, porém no restaurante da

    READ MORE
  • Crônica do copo cheio e vazio

    Crônica do copo cheio e vazio0

    Crônica em um dia de percepção da própria realidade. Ou da sua, quem sabe?   Chegou ao ponto de ônibus debaixo de uma garoa fina bem diferente daquela chuvarada que inundou a cidade uma semana antes. Essa era uma chuvinha que só serve pra irritar depois de um dia inteiro de trabalho. Pouca água para

    READ MORE
  • Quanto tempo ainda temos além daquele que desperdiçamos?

    Quanto tempo ainda temos além daquele que desperdiçamos?0

     Muito tarde ou muito cedo? Acordando ou indo dormir? Cabeça martelando de pensamentos vagos ou de arrependimentos? Sentou ao lado de Drummond às 5 da manhã de uma segunda-feira qualquer e reparou que os seus sempre depredados óculos de bronze ainda estavam no seu lugar. Imóvel, assim como seu parceiro de banco, desta vez não

    READ MORE
  • Meu sempre incompleto currículo

    Meu sempre incompleto currículo0

    Vocês já tentaram se descrever como em um currículo? Já tentaram se descrever de maneira honesta? Tá bom não precisa ser tão honesto assim… Eu me recuso a ser apenas o que está escrito no meu currículo E (convictamente) sei que posso ser muito mais que meros cursos e antigos empregos que (em alguns casos)

    READ MORE
  • O horizonte, relógio e a pressa

    O horizonte, relógio e a pressa0

    O horizonte e o relógio me mostram que estou sempre longe e sempre atrasado, Todo dia e em todo lugar Sim, eu tenho pressa. Meu tempo urge e depois dos 40 ele parece se mover mais rápido que o habitual E parece fazer questão de enfatizar que estou na segunda metade do meu tempo aqui. Pensando

    READ MORE
  • E me percebo fingindo ser adulto

    E me percebo fingindo ser adulto0

    Como definir esta passagem?  Quando você se percebeu adulto? Afinal o que é ser adulto? É repetir exaustivamente que “na minha época era tudo melhor”? Seria viver exclusivamente desse saudosismo vazio e frio? Passei a ser adulto quando passei a calar meus sonhos até virarem tolices infantis? Ou quando soltei a criança que havia em

    READ MORE