728 x 90
Tempo de Leitura: 2 minutos



  • Desacelere! Aproveite a chance!

    Desacelere! Aproveite a chance!

    Sugestão de música para esta leitura: Emiliana Torrini – Birds.   Em tempos de pandemia e isolamento social vale a reflexão   Desacelere! Reduza a velocidade e aproveite a chance! Pise no freio, respire, medite e tente sentir como o tempo continua sendo o mesmo, só que agora você pode percebê-lo. Leia, estude, crie. Em

    LEIA MAIS
  • Maracugina, brócolis e Kama Sutra

    Maracugina, brócolis e Kama Sutra

    Os cinco passos para alcançar a felicidade, como achar o parceiro perfeito, 1001 maneiras de escalar o Everest, 13 dicas para satisfazer um canguru na cama…   Para tudo há listas, regras, fórmulas mágicas, maneiras ou caminhos em que a impressão nítida que tenho é que a vida é muito mais simples do que parece

    LEIA MAIS
  • Vamos brincar de ser adulto

    Vamos brincar de ser adulto

    Sugestão de música para a leitura: Pato Fu (Música de brinquedo) – Bohemian Rhapsody   Brincar de ser adulto E você está cansado de brincar de ser adulto?   Arrume um emprego! Receba o primeiro salário e se sinta importante por dois dias. Brigue com seus pais e se sinta reprimido. Se sinta adulto! Daí

    LEIA MAIS
  • Conselhos a um recém-nascido

    Conselhos a um recém-nascido

    Se um recém-nascido (claro que hipoteticamente) pudesse receber algum conselho seu, Qual seria?   Quando se olha para trás e se identifica erros e acertos designamos esse ato com uma palavra: Experiência. E, dessa maneira, nunca paramos de agregar conhecimento para daí assim procurarmos por erros novos e fazermos a roda girar (menos os terraplanistas, claro).

    LEIA MAIS
  • Meu Maracanã de moleque

    Meu Maracanã de moleque

      Para quem tem menos de 20 anos falar em antigo Maracanã Tem que ser seguido de uma explicação mais detalhada do que se tratava.   Afinal passava longe do conforto que hoje proporciona ou que ao menos deveria proporcionar. Nada de cadeiras para bumbuns gourmetizados, afinal todos sentávamos no concreto do maior do mundo. Sentávamos

    LEIA MAIS
  • Melhores em quê?

    Melhores em quê?

    Hábito que ninguém sabe de que lugar veio e apenas mascara uma necessidade competitiva que sabemos não ser saudável, nem individualmente nem como parte de uma sociedade. Afinal somos melhores em quê?   Vejo muitas pessoas com o hábito, que a mim parece recente, de intitular grupos como “os melhores” ou mesmo de direcionar presentes

    LEIA MAIS