E se não houver amanhã?

 

Quanto tempo perdemos nos preocupando com o amanhã quando nem mesmo sabemos se ele virá.
E o hoje?
E o agora?

 

Nosso presente dura exatos 3 segundos, segundo Paul Fraisse, depois disso já é passado.
E a felicidade?
Quanto dela fizemos ser memoráveis?

 

Se a dita felicidade é um fenômeno efêmero, como não a percebemos?
E como muitas vezes nem sabemos identificá-la?

 


Leia este também!!!
Hardware e software – FORA DO PICADEIRO

Hardware e Software


Deixe seu comentário!

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.