Vamos brincar de ser adulto

Vamos brincar de ser adulto

Brincar de ser adulto
E você está cansado de brincar de ser adulto?
 

Arrume um emprego.

Receba o primeiro salário.

Se sinta importante por 2 dias.

Brigue com seus pais.

Se sinta reprimido.

Alugue um apartamentinho.

O pinte.

Pendure os quadros.

Arremesse as roupas no fundo do armário.

Faça o primeiro almoço.

Receba orgulhosamente os amigos.

Recolha as dezenas latas de cerveja espalhadas.

Limpe o cinzeiro.

Se acostume com a depressão do fim do domingo.

Acorde atrasado na segunda-feira.

Emoldure a primeira notificação de reclamação do síndico.

Seja mais a um se irritar com IPTU, IPVA e IR.

Abençoe quem criou Rivotril e o Prozac.

Pague contas.

Finja ser adulto

E obrigatoriamente seja feliz.

 


Comente, deixe sua opinião e compartilhe!

 

Facebook Comments

Posts Relacionados

A crônica-desabafo da chuvarada Me perdoem amigos, mas esta será mais uma crônica-desabafo Do que uma crônica em si   Eu só queria assistir ao jogo de futebol do que time que...
Pesado ofício esse de ser quem nunca fui Muitas vezes carrego este pesado ofício de começar algo sem saber quando vou terminar, de continuar mesmo depois do último ponto final e de ignorar to...

Fabio Pires é o cara risonho da foto. Eu sou quem assina boa parte dos textos aqui publicados e quem escolhe os assinados por outros escritores. Sou carioca, tenho um livro publicado e vários outros na cabeça, sou baixista da banda de rock Diabo Verde, ranzinza, ácido, formado em Letras, graduado em filosofia de botequim, escrevo poesia, mas não me acho poeta e desde 1976 venho tentando fazer a coisa certa, mesmo sem saber muito bem diferenciar o certo do errado.